Formação de profissionais do direito a nível nacional

Restaurar

Informações sobre a organização da formação dos profissionais da justiça a nível nacional. As estruturas de formação dos países da UE asseguram a qualidade e a abrangência da formação.


Estruturas de formação nacional para magistrados

As estruturas nacionais de formação são os principais prestadores de formação jurídica europeia para a magistratura. Existem escolas de formação inicial e contínua em 16 Estados‑Membros. Noutros, a formação é organizada pelo Ministério da Justiça, pelo Conselho da Magistratura ou outros serviços judiciais.

Programas de formação para funcionários judiciais nos Estados-Membros

Os Ministérios da Justiça e os tribunais nacionais são os principais organizadores de formação para funcionários judiciais nos Estados-Membros da UE. Noutros Estados-Membros esta função cabe a academias judiciais ou estruturas judiciais, como os Conselhos da Magistratura e o Ministério Público.

Sistemas de formação de advogados nos Estados-Membros

As ordens de advogados, as sociedades de advogados, os formadores profissionais e as universidades são os principais organizadores dos estágios de advocacia nos Estados‑Membros da UE. Em alguns Estados-Membros, esta função cabe aos tribunais de segunda instância e ao Ministério da Justiça. A supervisão da formação contínua, se existir, é garantida pelas ordens de advogados.


Manutenção da página: Comissão Europeia. As informações constantes desta página não refletem necessariamente a posição oficial da Comissão Europeia. A Comissão declina toda e qualquer responsabilidade relativamente às informações ou dados contidos ou referidos no presente documento. Quanto às regras de direitos de autor aplicáveis às páginas europeias, queira consultar a «advertência jurídica».
A Comissão está atualmente a atualizar alguns dos conteúdos deste sítio, a fim de ter em conta a saída do Reino Unido da União Europeia. A eventual permanência de conteúdos que não refletem a saída do Reino Unido é involuntária e será devidamente corrigida.

Última atualização: 01/02/2020