Fechar

A VERSÃO BETA DO PORTAL JÁ ESTÁ DISPONÍVEL

Visite a versão BETA do Portal Europeu de Justiça e conte-nos a sua experiência!

 
 

Percurso de navegação

menu starting dummy link

Page navigation

menu ending dummy link

Custas judiciais da ação de injunção de pagamento - Polónia

Esta página foi traduzida automaticamente. A qualidade da tradução não pode ser garantida.

Qualidade da tradução: inaceitável

Considera que esta tradução foi útil?


Introdução

Quais são cobradas taxas?

Como devo pagar?

O que acontece se não terei de pagar a tempo?

Custas judiciais?

O que devo fazer depois do pagamento?

Introdução

A questão dos honorários em processos cíveis é regida pela lei de 28 de julho de 2005 relativa às custas judiciais nos processos cíveis (Jornal Oficial 2014, 1025). Em princípio, a imposição é devida sobre cada pedido e, por conseguinte, deve ser apresentado no âmbito do procedimento de regulamentação previsto pelo Regulamento (CE) n.º 1896/2006 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 12 de dezembro de 2006, que cria um procedimento europeu de injunção de pagamento (a seguir: Enz). No direito polaco, existe a possibilidade de solicitar uma isenção das custas judiciais, em conformidade com as disposições da referida lei (título IV — a dispensa dos encargos com o processo).

Quais são cobradas taxas?

No que se refere à injunção de pagamento europeia, a chamada taxa relativa.

Como devo pagar?

A taxa deve ser cobrada nos casos dos direitos de propriedade e de 5 % do valor da ação (ou seja, o montante do crédito constante do formulário de pedido), mas não inferior a 30 PLN e 100.000 PLN. Sobre o pedido de levantamento da injunção de pagamento europeia é metade da taxa.

O que acontece se não terei de pagar a tempo?

Em conformidade com o artigo 1262.º, n.º 1, do Código de Processo Civil, de 17 de novembro de 1964 (Jornal Legislativo n.º 43, item 269, na sua última redação), K. P. C., o Tribunal de Primeira Instância não tomar qualquer ação na sequência da carta do que o imposto devido não tiver sido pago. Por conseguinte, os emolumentos devem ser pagos quando da apresentação da carta do Tribunal de Justiça (pedido) que é, ou solicitar a dispensa dos encargos com o processo.

Quanto às consequências processuais de não pagamento 1302 CCP rege, nomeadamente, o artigo 130.º,A ligação abre uma nova janelahttp://lex.online.wolterskluwer.pl/WKPLOnline/index.rpc#hiperlinkText.rpc?hiperlink=type=tresc:nro=Powszechny.1283788:part=a130&full=1A ligação abre uma nova janelahttp://lex.online.wolterskluwer.pl/WKPLOnline/index.rpc#hiperlinkText.rpc?hiperlink=type=tresc:nro=Powszechny.1283788:part=a130(2)&full=1

Nos termos do artigo 130.º-K alínea c). — se o articulado (incluindo a da defesa) não podem ser corretas devido ao não pagamento da imposição devida, o Presidente (juiz) convida o requerente, sob pena de devolução do requerimento, a pagar as custas judiciais no prazo de uma semana. Se um requerido residente no estrangeiro e não possua representante na Polónia, o Presidente (juiz) estabelece o prazo de pagamento, que não pode ser inferior a um mês. Após o termo desse período seja reembolsado de lado. Uma carta, pago no prazo fixado tem efeitos a partir da data da sua apresentação.

À luz do artigo 1302.º-K. — Carta da Deputada C interposto pelo advogado ou agente de patentes que não foi devidamente pago deve ser liberada com o pagamento de taxas, sempre que um determinado montante é calculado em função da relação ou indicados pelo valor do objeto do litígio. No entanto, se no prazo de uma semana a contar da data de notificação da decisão ao reembolso da carta serão devidamente pagos, produz os seus efeitos a partir da data original de apresentação de articulados.

Custas judiciais?

Modalidade de pagamento das custas judiciais em matéria civil é regida pelo Regulamento do Ministro da Justiça, de 31 de janeiro de 2006, relativa à forma de pagamento das custas judiciais em processos civis (Dz. U. n.º 27, posição 199), que constitui um ato de execução para a lei relativa às custas judiciais.A ligação abre uma nova janelahttp://lex.online.wolterskluwer.pl/WKPLOnline/index.rpc#hiperlinkText.rpc?hiperlink=type=tresc:nro=Powszechny.475138&full=1

As custas judiciais em matéria civil é paga numa base que não em numerário na conta à ordem do tribunal competente (informações sobre essa conta pode ser obtida diretamente no Tribunal de Justiça ou no seu sítio web ou no sítio Web do Ministério da Justiça), diretamente ao cofre do Tribunal de Primeira Instância ou sob a forma de imposto de selo que podem ser adquiridos no cofre do Tribunal.

O que devo fazer depois do pagamento?

Após o pagamento das taxas e de eventuais deficiências, o tribunal emitirá uma injunção de pagamento europeia.


O presente texto é uma tradução automática. O proprietário da página declina qualquer responsabilidade pela qualidade do texto traduzido automaticamente.

Última atualização: 03/02/2016